O que fazemos

Produção de Vinhos

Um novo capítulo na produção de vinho

É bastante simples até deixar de ser. O nosso objetivo é ter fruta da melhor qualidade nas vinhas, que represente da forma mais pura o terroir e as condições climáticas de cada ano.

Na adega, o nosso objetivo é simplesmente manter essa qualidade até à garrafa.
Procuramos criar vinhos frescos e elegantes num clima quente, destacando a diversidade dos nossos terroirs e preservando a vitalidade que resulta de práticas agrícolas cuidadas.

Uma ode ao Alentejo pré-década de 1990, antes de o poder e a opulência se tornarem uma constante.

Vindimas

Para que isto aconteça, as datas de colheita são cruciais e, por vezes, um dia pode fazer toda a diferença. Procuramos sabores de fruta fresca e colhemos para manter uma acidez natural crocante nas uvas.

As uvas são colhidas à mão durante o fresco da noite, com a ajuda de lanternas e música pimba.

Colhemos as vinhas parcela por parcela, muitas vezes subdividindo-as ainda mais em ‘polígonos’, delineados a partir do nosso trabalho no terroir com o consultor Pedro Parra.
Mantemos muitos destes lotes separados ao longo do processo, o que nos irá permitir, ao longo dos anos, uma grande compreensão destes locais.

Na adega

Após a colheita, as uvas chegam frescas à adega de manhã, onde são cuidadosamente selecionadas à mão. Deixamos uma parte de cachos inteiros, dependendo do ano e da parcela da vinha. Quando desengaçamos é de um modo suave, mantendo as uvas inteiras.

Na adega, priorizamos os trabalhos com recurso à gravidade. Desde 2020, fermentamos exclusivamente com leveduras indígenas. Adotamos uma abordagem de infusão durante a maceração, molhando suavemente a manta durante o período de fermentação, findo o qual os vinhos são drenados e as massas gentilmente extraídas através da nossa prensa vertical.

Para a fermentação e envelhecimento, usamos foudres variados, carvalho francês, esloveno ou austríaco, cimento, argila e vidro, dependendo da parcela e do vinho. Contamos com o tempo para estabilizar naturalmente os nossos vinhos. Muitos dos nossos vinhos são engarrafados apenas após dois invernos na adega.

Durante o processo de vinificação, são adicionadas apenas quantidades mínimas de SO2 e assim preservando a pureza dos vinhos.

Azeite

Tal como o vinho, o azeite é produzido na nossa região há milénios e está profundamente ligado à nossa cultura e tradições alentejanas.

A videira e as oliveiras têm crescido juntas numa verdadeira relação policultural ao longo de muitos anos.

Colheita​

Depois de concluída a vindima, as azeitonas ficam prontas para serem colhidas por volta de outubro. Isso permite manter a nossa equipa agrícola ocupada durante o período pós-vindima, normalmente mais tranquilo.

Como evitamos fazer tratamentos químicos nos nossos olivais, colhemos as azeitonas quando ainda estão verdes, resultando num azeite mais picante e vibrante.

As nossas novas oliveiras centenárias

Recentemente, chegaram 2000 oliveiras centenárias da variedade local Galega à nossa herdade. Foram transplantadas de uma propriedade vizinha, onde foram substituídas por um olival superintensivo e iam ser vendidas como lenha.

Estas árvores são a essência da autêntica ancestralidade alentejana, e ficamos felizes por poder dar-lhes uma nova casa na nossa herdade e produzir um azeite especial a partir delas.

Além disso, temos 40 hectares das variedades Cobrançosa e Picual, plantadas por Hans e Carrie na década de 90.

Chamine branco Cortes de CIMA

Chaminé

2022

Um manifesto deste terroir, na sua forma mais pura, elegante e direta.

Garrafa CHAMINÉ TINTO 2020

Chaminé

2020

Um clássico intemporal, blend de frescura e elegância de um novo Alentejo.

Garrafa CORTES DE CIMA BRANCO 2021

Cortes de Cima

2021

Um vinho cheio de energia, salino e vibrante feito a partir dos solos arenosos das nossas vinhas do litoral e dos solos de calcário da Vidigueira.

Garrafa CORTES DE CIMA TINTO 2020

Cortes de Cima

2020

Uma seleção criteriosa das melhores vinhas de granito e calcário em Vidigueira.

Azeite

2022

Azeite de um verde intenso um pouco picante de azeitonas Cobrançosa colhidas à mão.

Garrafa LOUR-INHO 2020

Lour-inho

2021

A essência do Alentejo litoral, um branco fresco e mineral proveniente de um terroir arenoso, a apenas 3 km do oceano.

Garrafa-SALINO-BRANCO

Salino

2020

Fruto da inquietação e irreverência de Anna Jorgensen e Dirk Niepoort. Um vinho 100% Loureiro que revela a personalidade salina da costa alentejana.

Salino Tinto 2021

Salino

2021

A pura essência da costa atlântica do Alentejo. Um vinho de uma única vinha, situada nas encostas da Serra de São Luís, onde o Rio Mira encontra o mar.

Garrafa de UMA 2019

Uma

2019

Nascido na Serra de São Mamede, a 700 metros de altitude e produzido apenas uma vez, a partir de vinhas de 70 anos, sobretudo Castelão.

Garrafa PALHETE 2021

Palhete

2021

Um vinho a seis mãos, Anna, Kalina e Daniel Niepoort, sem preconceitos ou ideias preconcebidas, uma aventura conjunta.

Incógnito

2020

100% Syrah, de uma única vinha, baixo rendimento, uma reinterpretação da história Alentejana.

Desculpe mas é necessário estar acima da idade legal para ver este conteúdo.

Para visualizar esta página, é necessário ter 18 anos ou mais.

Você está acima da idade legal para consumo de bebidas alcoólicas no seu país de origem?